quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Texto dissertativo - argumentativo em prosa


                
                                   Agressividade entre jovens

Dentro de uma escola, um jovem é ridicularizado pelos colegas, por ter orelhas grandes. Apelidado de Dumbo, o jovem se sente inferior, perde sua autoestima e ainda a vontade de estudar nesse ambiente. Casos como esse são frequentes no cotidiano escolar. Isso é chamado de "bullying, termo em inglês que significa valentão.

O "bullying" é um tipo de violência, que ocorre nas escolas e na internet, em que geralmente um grupo de jovens ridiculariza um outro jovem, por sua aparência, jeito de ser, classe social entre outras razões. Ato abominável. Motivado na maioria das vezes por busca de popularidade escolar, o praticante, fazendo uso do deboche, da ofensa, humilhação e até violência, tenta se mostrar superior aos outros, ser o melhor do pedaço, o chamado maioral.

Tal problema pode gerar sérias consequências tanto para o agressor como para o agredido. O agressor pode se tornar um adulto inescrupuloso, sem ética, que não hesitará em passar por cima de tudo para alcançar o seu êxito.  Já o agredido pode tornar-se um indivíduo sem confiança, depressivo, e até chegar ao isolamento social.
A solução primeiramente devem vir dos pais que devem estar sempre atentos a seus filhos, pois esse tipo de agressão faz com que a vítima mude seu comportamento. Passam a não querer ir à escola, caem no rendimento escolar, perdem o apetite, sofrem.

A escola, como co-responsável pela educação e formação de seus alunos tem a obrigação de estar atenta a todo o tipo de manifestação agressiva dos alunos e implantar as medidas necessárias a fim de impedir ou proibir atitudes violentas de determinados jovens para com aqueles suscetíveis aos atos de "bullying".

Os pais devem interagir com a escola para juntos procurarem soluções que visem acabar com esses comportamentos. Criar atividades que unam a comunidade escolar, mostrar o que essas práticas causam às vítimas de suas agressões e as punições que podem ser aplicadas aos que provocam o "bullying" para que estes tenham consciência dos resultados de suas atitudes.

Quanto ao "cyberbullying", por estar registrado, é até mais fácil de controlar, apesar de a rede espalhar mais rápido, a vítima tem a oportunidade de se defender e provar. Fato que e torna difícil nas escolas com as do "bullying" porque muitas vezes é só vítima e agressor sem testemunhas ou quando estas existem são coniventes.

Concluindo, as soluções para o problema ainda são o diálogo e o esclarecimento para agressor e agredido, uma vez que a criança ou o adolescente que pratica o "bullying" sabe o que está fazendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário